História do rapper de estilo único J Han

Rapper J. Han
Imagem: Divulgação

Ao som do hip-hop nervoso e urbano, e com uma alegria e energia contagiante, J. Han cativa seus fãs. Além do seu trabalho como artista solo, ele é integrante do trio de hip hop AMP Movement.

Em busca de sua identidade musical, James se inclina para a confusão inerente do cotidiano, lembrando seus ouvintes que o percusso é tão importante quanto o destino. Seu álbum de estréia “Ivory Tower” faz exatamente isso, abordando o caminho em direção a maturidade mas falando abertamente das dores necessárias para o crescimento.

Cresceu no subúrbio de Maryland, onde aprendeu o que significava ser muito diferente. “Lembro-me de ter medo de levar kimchi para o refeitório, porque todos iriam olhar e ficar perguntando o que é”, ele relembra com diversão. Mesmo em uma idade jovem, James sabia que sua história era diferente da maioria.

Filho de imigrantes coreanos, só conhecia de sobrevivência através do sangue, suor e lágrimas que se manifestam em um negócio de limpeza a seco. Nunca houve um caminho de ouro para o estrelato musical de James. O que ele tinha era um aparelho de televisão, e foi o início da intriga de James com arte e criatividade. “Eu costumava apenas olhar para a TV e desenhar todos os desenhos animados eu vi na tela, coisas como Power Rangers e Dragon Ball Z.”

Seu desejo de criatividade aumentou durante o ensino médio, onde ele começou a usar o hip-hop como um meio de auto-expressão. Com sua identidade sendo testado e confundida com questões de raça e etnia, James encontrou consolo em ser recém redefinido e reaproveitado pelo hip-hop. Ele rapidamente descobriu, porém, que este consolo não conseguiria suprir suas necessidades, e ao longo de seus anos de faculdade, o coração de James começou lentamente mas definitivamente agarrado pela mão de Deus. E, sua transformação como um cristão impactou profundamente sua carreira musical.

Estudante na Universidade de Maryland, James se formou em comunicação visual e ao mesmo tempo explorou o propósito da música – em especial através da lente de uma cosmovisão cristã. “Quanto mais eu escrevia minhas músicas, mais eu percebia o quanto isto era maior eu”, explica ele ao descrever seu papel como porta-voz, tanto para cristãos, quanto para a comunidade asiática em geral.

Suas músicas possui elementos inspirados em Nujabes, Stevie Wonder, e Kanye West. J. Han enfatiza a arte de criar letras em torno do cotidiano, trazendo uma nova perspectiva sobre o que todos têm em comum. Construindo um seguimento internacional, fazendo turnês no Japão e Coreia, na época com menos de 3 anos de carreira. James já trabalhou com artistas como John Givez (Dream Junkies) e S.O. (Lamp Mode Recordings). Com muita energia e entusiasmo, ele segue em frente comemorando a beleza desta vida e além.

Ouça a música “Tired”:

Acompanhe-o nas redes sociais:
SITE // FACEBOOK // INSTAGRAM // TWITTER

Anúncios

2 comentários sobre “História do rapper de estilo único J Han

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s